O sangue menstrual e seu poder fertilizante

Cópia de 16-06b

A vida feminina é recheada de repressões cotidianas: a região genital é motivo de vergonha, o orgasmo ainda é considerado apenas coadjuvante durante o sexo e falar abertamente de menstruação então? Nem pensar!

Está na hora quebrar esses tabus e conhecer melhor a magia do corpo feminino. Sim, vamos falar de sangue, do sangue menstrual! Você tem nojo de sangue menstrual? Se a resposta foi sim, saiba que não está sozinha. Nós vivemos em uma sociedade que nos faz acreditar que o sangue menstrual é algo sujo, algo que devemos esconder e nos livrar o mais rápido possível, como se fosse lixo. A verdade é que tudo isso não passa de um mito e parte desta crença é alimentada todos os dias pela indústria de absorventes descartáveis. Desde propagandas que mostram o sangue na cor azul até a venda de produtos com neutralizadores de odor, como se o sangue menstrual tivesse um cheiro tão ruim que precisasse ser mascarado.

Se perguntando de onde vem o cheiro que você sente todos os meses? Nós explicamos! Absorventes descartáveis possuem componentes químicos pesados que, ao entrar em contato com o sangue menstrual, geram uma reação química de cheiro forte e bem desagradável. Sem estes componentes químicos, não sentiríamos cheiro ruim algum. Simples assim! O sangue menstrual possui um cheiro de ferro bem característico e nada ruim.

Quer fazer um teste? Já experimentou usar alternativas menstruais livres de químicos, como os absorventes reutilizáveis ou os coletores menstruais? Quem já usou nota bem a diferença.

E para provar que o sangue menstrual é algo super natural a gente te conta algo ainda mais incrível: você sabia que ele é um poderoso fertilizante para as plantas? Esse é um conceito tão natural e antigo que existem relatos de rituais indígenas em que a mulher, de cócoras, deixava o sangue menstrual escorrer livremente, penetrando e nutrindo a terra, mantendo assim o ciclo de fertilidade em uma linda relação entre os seres humanos e o planeta. Graças a presença de três nutrientes importantíssimos para as plantas – o nitrogênio, o potássio e o fósforo – o seu sangue é um ótimo fertilizante.

Cópia de 16-06a

O nitrogênio é muito importante para o crescimento das plantas, pois é o responsável pela produção de novas células e tecidos. Já o potássio é responsável pelas reações enzimáticas e se relaciona também com a fotossíntese e a produção de carboidratos. Em solos deficientes, o potássio pode se esgotar em apenas um dia, por isso a liberação de potássio proveniente do sangue no solo é tão valiosa para o crescimento dos vegetais, por exemplo. O fósforo também estimula o crescimento e a formação de raízes e sementes, além de ser importante para a realização de atividades enzimáticas no interior das células. Ele influencia também o processo de fotossíntese, deixando suas plantas bem verdinhas e lindas!

Você deve estar pasma e se perguntando: Quer dizer que eu posso regar minhas plantas com sangue menstrual? Sim, é exatamente isso! E a maneira mais fácil de coletar o sangue para reutilizá-lo é fazer uso de coletores menstruais ou absorventes reutilizáveis. Como o próprio nome já diz, o coletor menstrual coleta o sangue, ao retirá-lo basta diluir o sangue em água na proporção 90% água e 10% sangue. Outro método é aproveitar a água em que seu absorvente reutilizável fica de molho. Depois é só despejar essa solução na terra. Simples assim!

Cópia de 10-06capa

Não é preciso ter medo ou nojo de lidar com o sangue menstrual. Ele é muito limpo e rico! Trata-se apenas de um componente do seu ciclo, é parte de você e agora pode ser também parte do ciclo da mãe terra!

Quer saber mais sobre coletores menstruais e absorventes reutilizáveis? Acesse este link.

Já usou o seu sangue como fertilizante? Quer usar e tem dúvidas? Deixe um comentário abaixo com a sua experiência!

DEIXE UM COMENTÁRIO