Nosso sangue não é azul: saiba por que é importante falarmos sobre isso

04-10

“Menstruação, sangue, segredo, escondido, por que?”, disse a indiana Aditi Gupta na abertura da sua palestra sobre os tabus relacionados à menstruação. A menstruação é um processo natural que acontece todo mês com metade da população mundial. “É um fenômeno tão significativo que dele depende a sobrevivência e propagação da nossa espécie, mas mesmo assim nós o consideramos um tabu e temos vergonha de falar sobre isso”, diz Aditi.

É difícil encontrar uma menina que não tenha sentido na pele o tabu da menstruação. Quem nunca perguntou bem baixinho para uma amiga se ela tem um absorvente para emprestar? E depois escondeu o absorvente em baixo da blusa no caminho para o banheiro? A maioria se identifica com estas situações, mas por que temos que passar por isso? Por que temos que esconder o fato de que nosso corpo está passando por um ciclo 100% natural e saudável?

Temos que esconder porque vivemos em uma sociedade onde a menstruação é tabu. Separamos alguns comportamentos vivenciados hoje em dia que contribuem para este cenário:

NÓS NÃO FALAMOS SOBRE MENSTRUAÇÃO

As meninas quando menstruam pela primeira vez são ensinadas a esconder a menstruação, quase como se meninas “comportadas” não menstruassem. Elas aprendem técnicas para esconder a menstruação, como a usar uma bolsinha colorida para não deixar que os absorventes sejam identificados dentro da bolsa, por exemplo. Mas os reais ensinamentos sobre a menstruação deixam a desejar. Meninas não são ensinadas de forma apropriada sobre seus sistemas reprodutivos. Quais sintomas a menstruação pode causar? Qual o impacto no nosso corpo? Por que sentimos dores? O que é a tensão pré-menstrual? Esses assuntos são inibidores e tratados de forma constrangida por todos à nossa volta. Professores, por exemplo, evitam tocar no assunto e quando o fazem agem de forma desconcertada gerando um clima de vergonha e desconforto em toda a sala de aula.

E o que as meninas aprendem? Elas aprendem que é vergonhoso falar sobre menstruação. Aprendem a ter vergonha dos seus corpos. Aprendem que seus corpos vieram com algum tipo de “defeito” que precisa ser consertado. Para serem moças “comportadas” e “educadas” elas precisam esconder a menstruação.

COMERCIAIS DE TV SIMULAM O SANGUE MENSTRUAL COM UM LÍQUIDO AZUL

Comerciais de absorventes descartáveis usam de mentiras para vender. E essas mentiras aumentam ainda mais o tabu ao redor da menstruação. Desde o líquido azul para simular o sangue menstrual até os neutralizadores de odor. Todo o marketing usado busca dizer que o sangue é sujo, tem cheiro ruim e precisa ser escondido e descartado. Quando a verdade é que o sangue menstrual é lindo, cheio de vida, não cheira mal e é um adubo rico e cheio de nutrientes para as plantas! Você sabia que o cheiro ruim que sentimos quando usamos absorventes descartáveis vem na verdade de uma reação do sangue com os químicos presentes nestes absorventes? Não é a toa que encontramos produtos íntimos perfumados ou com neutralizadores de odor como “solução”. Cria-se um falso problema para vender uma falsa solução. A questão é que este falso “problema” é muito mais problemático do que imaginamos.

Imagine a situação de uma menina com fluxo intenso e cólicas fortes vendo comerciais de TV com mulheres lindas, usando saias brancas, felizes, dançando e praticando todo o tipo esporte durante a menstruação. A mensagem por trás de um comercial desses é de que uma mulher “normal” de sente bem quando menstruada. E a primeira coisa que passa na cabeça desta menina é “tem algo de errado comigo”. Assim, o corpo natural e saudável é visto como errado. E o corpo artificial e cheio de medicamentos e hormônios é visto como certo. Uma verdadeira inversão de conceitos.

O SANGUE DA VIOLÊNCIA É ACEITÁVEL, O SANGUE DA MENSTRUAÇÃO NÃO É

Nossa sociedade aceita o sangue advindo da violência, nota-se pelos filmes de ação e esportes de luta livre. Mas o sangue da menstruação é censurado. Até propagandas de curativos mostram o sangue vermelho, mas nas propagandas de absorventes o sangue é azul.

Um argumento muito comum aqui é dizer que nossa sociedade censura todas as excreções corporais, incluindo urina e fezes. No entanto, o papel higiênico que é usado para estas outras excreções é um item totalmente comum. Ninguém tem vergonha de falar sobre papel higiênico ou o esconde na saída da farmácia. Mas as mulheres ainda carregam a bolsa inteira no caminho para o banheiro, em vez de carregar apenas os absorventes.

É hora de acabar com este tabu. É hora de assumir que meninas e mulheres menstruam e conversar abertamente e honestamente sobre isso. Somente assim podemos trabalhar para diminuir a pressão social e ansiedade pela qual as meninas passam durante a menstruação e começar a transformar este tabu em algo natural, como de fato é. Quando este assunto for tratado por todos com naturalidade vamos passar a criar meninas mais seguras de si e de seus corpos.

Deixe seu comentário, compartilhe este post, ajude-nos a transformar nossa sociedade em um lugar mais acolhedor para meninas e mulheres.

DEIXE UM COMENTÁRIO