Korui realiza doação de coletores menstruais no sertão mineiro

Já imaginou como seria ficar menstruada pela primeira vez e não ter acesso a coisas simples como absorventes? Nada fácil, não é? Mas graças ao compromisso social da Korui, produtora de alternativas sustentáveis para o período menstrual, e à parceria com o Projeto Raízes, esta situação mudou em 2017 para algumas brasileiras! O projeto Dona do meu Fluxo, fruto desta parceria, doou coletores menstruais para meninas e mulheres do sertão mineiro.

Um dos maiores problemas que elas vivenciam é justamente a falta de soluções higiênicas para lidar com o período menstrual. A compra de absorventes descartáveis representa uma grande parte do orçamento mensal e algumas nem tem condições de comprar absorventes e acabam tendo que usar qualquer coisa que conseguem encontrar, incluindo panos velhos, jornais, folhas ou guardanapos. Além de não funcionar, estas alternativas podem gerar diversos tipos de infecções, sem mencionar o quão desconfortável é o uso. E em muitas situações não se tem acesso nem a calcinhas apropriadas para segurar estas proteções improvisadas. Em virtude de toda esta dificuldade, algumas destas meninas acabam forçadas a ficar em casa e não frequentar suas atividades diárias durante o período menstrual.

Os coletores menstruais Korui são feitos de silicone medicinal e são inseridos no canal vaginal para coletar o sangue menstrual. Eles não absorvem, então não alteram a flora vaginal e são considerados opções muito mais saudáveis para o corpo feminino. Diferente dos absorventes descartáveis, os coletores menstruais não possuem químicos, não assam, não irritam e são totalmente hipoalergênicos.

Quando inserido corretamente, o coletor menstrual cria um vácuo que impede vazamentos. Ele proporciona até 12 horas de proteção, o que faz com que as meninas e mulheres possam viver sem se preocupar com a menstruação. Elas podem se sentar confortavelmente, podem andar, correr e participar normalmente das atividades do dia a dia. Além disso, o coletor menstrual pode ser reutilizado. Sua durabilidade é tão alta que pode chegar a 10 anos! Isso faz dele uma opção econômica, inteligente e sustentável. Para mulheres que não vivem em situações precárias ele proporciona uma menstruação simples e livre. E em regiões de extrema pobreza eles são capazes de mudar completamente a vida de uma menina!

O coletor também permite um contato mais próximo com o próprio corpo. Quando meninas e mulheres conhecem o próprio corpo elas entendem melhor como ele funciona, a menstruação deixa de ser um problema e passa a ser apenas um processo natural e saudável. Isso gera mais segurança, mais confiança e ajuda a quebrar os tabus da menstruação.

As doações da Korui fazem parte de seu compromisso social de doar 1 coletor menstrual a cada 10 vendidos. Em 2017, elas foram realizadas em parceria com o Projeto Raízes, de origem mineira, que tem experiência de mais de 10 anos em comunidades. A ação foi batizada de “Dona do meu Fluxo” e aconteceu entre os dias 15 e 25 de julho, onde meninas e mulheres do Norte de Minas e Vale do Jequitinhonha receberam coletores menstruais, treinamento sobre o uso e informações sobre a menstruação. Tudo isso aconteceu no formato de workshops.

 “Uma das grandes vantagens é que um coletor dura 10 anos. E nessas comunidades muitas vezes o preço do absorvente é significativo. Então, se você puder ficar 10 anos sem comprar absorventes, olha só que maravilha! Além disso é mais higiênico, é um contato diferente que a mulher tem com o próprio corpo, e é mais sustentável também. Você não vai gerar aquele tanto de lixo” explica uma das idealizadoras do projeto e sócia-diretora da Raízes, Mariana Madureira.

A seleção das meninas e mulheres beneficiadas durante as doações também aconteceu com o auxílio do Projeto Raízes, que já atua e conhece bem as necessidades sociais do sertão mineiro. Foram mais de 3.000 km rodados e 9 comunidades impactadas.

Quer contribuir com a versão 2018 deste lindo projeto? É só comprar um coletor menstrual Korui em qualquer lugar! Visite a loja da Korui ou um dos pontos de venda espalhados pelo Brasil.

E você? O que achou do projeto? O que acha da doação de coletores menstruais no Brasil? Tem alguma dúvida ou sugestão? Deixe um comentário e compartilhe sua opinião com a gente! 🙂

DEIXE UM COMENTÁRIO