A higiene íntima feminina na antiguidade: o que podemos aprender com ela

capa

Você já parou pra pensar como as mulheres lidavam com a menstruação 3.500 anos atrás? As soluções encontradas por essas damas eram das mais criativas. Em Roma, há relatos de mulheres que usavam chumaços de lã como uma espécie de absorvente interno. Enquanto as gregas revestiam pedaços finíssimos de madeira com tecido e utilizavam esse recurso também internamente. Já as japonesas confeccionavam canudinhos de papel. Algo semelhante era feito no Egito, com pedaços de papiro.

Muito tempo depois, na Idade Média, eram usadas toalhas higiênicas feitas de retalhos. Essa alternativa foi adaptada e evoluída pelas mulheres ao longo dos anos. No final do século XIX, era comum que essas toalhinhas fossem acopladas a uma espécie de cinto, semelhante a um cinto de castidade, a fim de garantir maior segurança. Tempo depois essa alternativa foi substituída pela fixação da toalhinha através de alfinetes. É muito provável que sua avó tenha utilizado essa espécie de absorvente externo feito geralmente de algodão e que, envergonhada, ela lavava escondido e deixava secar discretamente no Sol, afinal naquela época a menstruação era muito mais tabu.

23-06b

Você deve estar pensando, “Nossa! Que horrível! Coitadas dessas mulheres!”. Bom, é bem verdade que no passado menstruar ainda era considerado motivo de vergonha e os absorventes improvisados não parecem tão confortáveis quando comparados à imensa variedade de produtos que temos disponíveis no mercado atualmente. Mas será que estes produtos mudaram apenas para melhor?

A partir da década de 30 surgiram os primeiros absorventes sintéticos descartáveis e a partir dos anos 70 a indústria passou a investir na ideia de que esses produtos representavam a liberdade para a mulher contemporânea. É essa imagem que nos é vendida até hoje e as opções de absorventes disponíveis no mercado não param de crescer.

Mas você já parou para pensar do que são feitos todos esses produtos e o impacto que eles podem ter na nossa saúde? Afinal eles são usados na parte mais íntima e permeável do nosso corpo! Muitos desses produtos contém componentes químicos fortes que podem ser extremamente nocivos não apenas ao meio ambiente, mas à nós mesmos. E vamos um pouco mais além aqui. Será que estes produtos não são, na verdade, uma outra forma de opressão? Gastamos muito dinheiro com absorventes descartáveis ao longo de nossas vidas, despejamos uma quantidade imensa de lixo no meio ambiente e utilizamos um produto feito de modo tão artificial que chega a ser nocivo à nossa saúde. Será que não está na hora de evoluir?

23-06a

Olha só o depoimento fantástico que recebemos da Conceição Capelo aqui mesmo no nosso blog:

“Eu sou do tempo em que usava panos turcos, que depois punha a quarar ao sol e ficavam branquinhos. Nunca me lembro de ter infeções urinárias. Pois não continha produtos químicos. O mundo modernos que vivemos é destruidor a todos os níveis.”

A verdade é que podemos aprender muito com as mulheres do passado. Você notou que todas as opções da antiguidade eram intravaginais? Claro que não vamos voltar no tempo, mas que tal evoluir com base nos conhecimentos adquiridos no passado? Sabe qual é a boa notícia? Nós estamos caminhando neste sentido! Hoje em dia já existem muitas opções mais naturais e inteligentes disponíveis no mercado.

Quer uma alternativa moderna, fácil de usar, super prática, reutilizável, livre de substâncias nocivas e que de quebra ainda te ajuda a conhecer seu próprio corpo? Que tal considerar absorventes reutilizáveis modernos? Ou o coletor menstrual?

O coletor menstrual é na verdade uma invenção da década de 30, mas naquele tempo os tabus da menstruação eram tão fortes e o autoconhecimento da mulher era uma realidade tão distante que ele ficou ali, aguardando um novo momento. E sim, este momento chegou! Estamos vivendo uma época de livre comunicação, onde tabus se quebram mais facilmente e empoderamento feminino é cada vez mais encorajado. E assim, o coletor menstrual floresceu!

Outra alternativa que tem florescido são os absorventes reutilizáveis! Eles são semelhantes às toalhinhas que eram utilizadas pelas nossas avós. Mal sabiam elas que esta é uma opção super saudável! Os absorventes de pano são respiráveis e evitam odores e infecções. O melhor de tudo é que hoje ele está de cara nova! Além de ser possível lavar na máquina, eles são impermeáveis, anatômicos, muito absorventes e tem até opção de cobertura seca!

Ficou curiosa? Quer saber mais? Conheça esses produtos revolucionários aqui.

Já conhece? Já usa? Tem alguma história sobre absorventes para contar? Compartilhe a sua experiência com a gente!

DEIXE UM COMENTÁRIO