Nosso blog

Tudo sobre, liberdade e empoderamento.

Saúde

Anemia e menstruação: o que você precisa saber

A anemia por deficiência de ferro é a doença nutricional de maior prevalência no mundo. De acordo com a Organização Mundial da Saúde, ela atinge cerca de 20 a 30% da população global.

Infelizmente, as mulheres correm maior risco de desenvolver anemia. A explicação está na menstruação. Isso porque o sangue menstrual contém ferro e a sua perda durante a menstruação pode baixar as reservas do organismo. Uma mulher em idade menstrual precisa de 18mg diárias de ferro, enquanto os homens precisam apenas de 8mg.

Mas não se preocupe! É perfeitamente possível manter as reservas ideais de ferro menstruando, você só precisa adotar medidas simples no seu dia a dia.

O que é anemia por deficiência de ferro?

A anemia por deficiência de ferro acontece quando as reservas de ferro do corpo diminuem. O ferro é um mineral essencial para o equilíbrio do nosso organismo, ele está associado à produção de glóbulos vermelhos e ao transporte de oxigênio para todas as partes do corpo. Com menos glóbulos vermelhos no sangue, o corpo não recebe oxigênio suficiente e acaba não funcionando de maneira ideal.

Quais as causas da anemia por deficiência de ferro?

Geralmente esse tipo de anemia é causada por uma dieta pobre em ferro, má absorção desse mineral ou perdas sanguíneas, incluindo fluxo menstrual intenso.

Afinal, o que a anemia tem a ver com a menstruação?

Devido ao sangue perdido a cada mês durante a menstruação, o ferro dos glóbulos vermelhos diminui naturalmente. Se você não repor o ferro perdido, isso pode acarretar em anemia. Por isso, é muito importante que as pessoas que menstruam mantenham uma dieta equilibrada.

A anemia pode interromper a menstruação?

Quando a menstruação não vem e você tem certeza que não está grávida, vale a pena consultar a opinião do seu médico. Pode até ser que o atraso na menstruação seja causado por uma anemia, mas isso só um profissional de saúde poderá dizer.

Parar de menstruar ou ter um intervalo muito longo entre uma menstruação e outra pode indicar que alguma coisa não vai bem. Fique atenta aos sinais do seu corpo e tire as dúvidas com o seu médico.

A menstruação pode causar anemia?

Quem tem fluxo intenso tem mais chances de desenvolver anemia. Considera-se que uma pessoa tem sangramento menstrual intenso quando o volume total do fluxo é superior à 80 ml. O coletor menstrual pode te ajudar a descobrir se o seu volume de sangue está dentro da média.

O fluxo intenso pode ter diversas origens, como um desequilíbrio hormonal ou problemas ginecológicos. Se a intensidade do seu fluxo incomoda, vale a pena procurar um médico e checar se está tudo ok.

Quais os sintomas da anemia?

A anemia por deficiência de ferro costuma se desenvolver lentamente. Os principais sintomas são: cansaço, fraqueza, apatia, falta de concentração, falta de ar e batimento cardíaco rápido ou irregular.

Seu médico poderá ainda identificar outros sinais físicos como: palidez ou pele amarelada, perda de cabelo, unhas quebradiças e rachaduras no canto da boca.

Como saber se eu tenho anemia?

Se você suspeita de uma anemia por deficiência de ferro, converse com seu médico. Na consulta é importante falar sobre o seu histórico de saúde, a regularidade do seu ciclo menstrual e seus hábitos alimentares.

O hemograma completo é o exame feito para identificar se você tem ou não anemia. O médico poderá ainda solicitar outros exames para descobrir as possíveis causas da deficiência de ferro.

Estou com anemia por deficiência de ferro. E agora?

Fique tranquila. De acordo com as causas da sua anemia, seu médico poderá indicar o tratamento mais adequado para o seu caso. Isso pode incluir uma dieta rica em ferro, suplementos e outras recomendações necessárias.

Lembre-se, a anemia pode ter diferentes causas, por isso o acompanhamento de um profissional é fundamental para que o tratamento seja apropriado. Nada de tomar suplementos por conta própria, hein!

Qual a melhor dieta para prevenir a deficiência de ferro?

Antes de mais nada, existem dois tipos de ferro na dieta: ferro heme (encontrado em alimentos de origem animal) e ferro não heme (encontrado em alimentos de origem vegetal). Independente da sua escolha, é possível adaptar a sua dieta para deixá-la rica em ferro. Uma xícara de espinafre, por exemplo, contém mais ferro do que um 180g de carne vermelha!

Inclua alimentos ricos em vitamina C, como laranja, morango, limão e vegetais verde escuros. A presença da vitamina C vai te ajudar a absorver melhor o ferro. Evite aquele chá ou cafezinho após as refeições. Essas bebidas dificultam a absorção de ferro.

Sou vegetariana ou vegana, como posso ingerir a quantidade de ferro adequada?

É mito dizer que vegetarianos e veganos não conseguem atingir um nível ideal de consumo de ferro. É só ter uma alimentação variada e escolher corretamente os alimentos que seus níveis de ferro estarão garantidos.

Verduras escuras como couve, brócolis, repolho e espinafre são são ótimas alternativas à carne animal. Castanhas,sementes, frutas secas e feijões também são ótimas fontes de ferro. Ervilhas e lentilhas, além de ricas em ferro, também possuem ótimas quantidades de proteínas, fibras, vitaminas, minerais e elementos capazes de reduzir o risco de contrair doenças!

A culpa não é da menstruação

Seria equivocado declarar a menstruação como principal culpado pelo maior risco de anemia em mulheres. Geralmente a anemia por deficiência de ferro ocorre quando há algum desequilíbrio em nosso organismo e isso pode ter várias causas.

Lembre-se que a menstruação é uma importante aliada à saúde da mulher. É ela que nos indica quando algo não vai bem. Menstruar é um processo natural e cheio de sabedoria, por isso fique atenta aos sinais do seu corpo durante o seu ciclo!

E você, tá cuidando direitinho das suas taxas de ferro? Já sofreu alguma vez por causa da anemia? Conta pra gente a sua experiência!

Deixe um comentário